VIVAPROJECTS              HQ, CURSOS/COURSES

INFO@VIVAPROJECTS.ORG SÃO PAULO/BR

----------------------------------------------------------------------

 
 

VIVA Projects is a consultancy focused on building bridges with the arts.

We, Camilla Barella and Cecilia Tanure aim to create experiences and generate content supporting the intersection of different creative fields such as contemporaryvisual arts, product and graphic design, fashion, music, gastronomy, et al

Trabalhamos com pessoas, empresas e instituições dos setores criativos, como também de outras áreas, que buscam interagir, colaborar e expandir seus universos com cultura e arte. 

VIVAprojects oferece direcionamento estratégico pensado sob medida consolidando projetos e metas de uma maneira

leve e séria.

Sediadas em São Paulo, atuamos globalmente como catalisador para trocas criativas. 

 

We work with international individuals, companies and institutions within the creative sectors as well as those from other industries, seeking to interact, collaborate and expand  their universe in contemporary art and culture. VIVA Projects offers tailored strategic guidance and consolidates projects and goals in a fresh and serious way. We are based in São Paulo and act globally as a catalyst for this concurrency and creative exchanges.

 

Paulo Nimer Pjota X VIVA 

Paulo Nimer Pjota X VIVA Projects para Cartel 011

06/2018, São Paulo/SP, Brasil

com/with Paulo Nimer Pjota (São José do Rio Preto, 1988)

paulopjota.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

         Em colaboração com o artista Paulo Nimer Pjota, a VIVA Projects produziu uma edição limitada de 20 camisetas com modelagem personalizada, estampas manuais e complexos bordados digitais. Os elementos gráficos estão em diálogo direto com as pinturas de Pjota e o projeto reflete seu conhecimento do street wear. Pjota fez o papel de um designer de moda, atuando em uma de suas principais áreas de interesse e o resultado foi um produto de artista: um item que transita entre um objeto utilitário e um trabalho de arte.

         In collaboration with artist Paulo Nimer Pjota, VIVA Projects produced a limited edition of 20

t-shirts with custom shaping, manual prints and complex digital embroidery. The graphics are in direct dialogue with Pjota’s paintings and the project reflects his deep knowledge of street wear.  Pjota acted as a fashion designer, fulfilling a lifelong passion and the result was an artist’s product, an item that functions both as an utilitarian object and art work.

 

Impressos para a Casa do Povo

Prints for Casa do Povo 

Impressos para Casa do Povo

05/2018, São Paulo/SP, Brasil

com/with Luiz Zerbini (São Paulo,1959)

fdag.com.br/artistas/luiz-zerbini  casadopovo.org.br

 

         Pelo segundo ano consecutivo colaborando com a Casa do Povo para seu jantar beneficente anual, o diretor e curador Benjamin Serrousi convidou a VIVA Projects para conceitualizar o convite. O artista Luiz Zerbini ofereceu imagens das monotipias que criou em 2017 para uma edição especial do clássico de 1928 Macunaíma de Mário de Andrade, para ilustrar o convite. Priorizando as imagens, um impresso foi criado em edição limitada com a função deixada nas mãos do receptor: use-o como um papel de embrulho, pendure-o como pôster, guarde-o ou simplesmente o descarte...

          For the second year colaborating with Casa do Povo on their anual benefit, director and curator Benjamin Serrousi invited VIVA Projects to conceptualize the invitation. Artist Luiz Zerbini offered images of the monotypes he created in 2017 for a special edition of Mario de Andrade's 1928 classic 'Macunaima" to illustrate the invite. Prioritizing the images rather then the text a print was created in a limited edition and with its function left up to its holder:  use it wrapping paper, hang it as poster, store it or discard it... 

Muros de Ar

Walls of Air

Colaboração para o catálogo do pavilhão Brasileiro na

16º Mostra Internacional de Arquitetura - La Biennale di Venezia.

05/2018, Veneza / Italia

 

         A convite dos curadores do pavilhão Brasileiro na 16º Mostra Internacional de Arquitetura,Gabriel Kozlowski, Laura González Fierro, Marcelo Maia Rosa e Sol Camacho, desenvolvemos uma pesquisa para o catálogo da exposição. A proposta do pavilhão  incluiu além de uma seleção de projetos, um grande trabalho de pesquisa e de produção de dados os quais forão representados por meio de 10 desenhos cartográficos. 

         Estas cartografias propõem tornar visível as formas de separação espacial e conceitual resultantes dos processos de urbanização do país e repensar também as fronteiras da própria arquitetura em relação a outras disciplinas. Além das cartografías na exposição, foi produzido um catálogo com ensaios exclusivos e referências de obras de arte contemporânea que dialoguem com estas discussões. Viva Projects pesquisou e indicou os artistas e suas obras que fizeram parte desta publicação, evidenciando a ligação entre arte e arquitetura, entre arte e o meio construido.

         At the invitation of the curators of the Brazilian pavilion at the 16th International Architecture Exhibition, Gabriel Kozlowski, Laura Gonzalez Fierro, Marcelo Maia Rosa and Sol Camacho, VIVA Projects producedresearch and content for the exhibition's catalogue. The pavilion's proposal included a selection of projects and an in-depth research and data production which were represented by means of 10 cartographic drawings. 

         The propose of these cartographies was to make visible the forms of spatial and conceptual separation resulting from the processes of Brazil’s urbanization and also to rethink the boundaries of the architecture itself in relation to other disciplines. In addition to the cartography featured in the exhibition, a catalog was produced with exclusive essays and references of contemporary artworks that dialogue with these discussions. Viva Projects researched and indicated the artists and their works for this publication, linking art and architecture as well as art and the built environment. 

Onestar Press & Three Star Books

Ocupação Onestar & Three Star Books

09/04/2018 - 31/05/2018, São Paulo/SP, Brasil

com/with Onestar press / Three Star Books

onestarpress.com

threestarbooks.com

 

         VIVA Projects apresentou Onestar e Three Star (Paris) em São Paulo com livros dos artistas: John Armleder, John Baldessari, Elvire Bonduelle, Maurizio Cattelan, Dominique Gonzalez Foerster, Lawrence Weiner, Jonathan Monk e Matt Mullican. Respectivamente fundadas em 2000 e 2007, a Onestar press e a Three Star Books são dedicada à produção de livros e múltiplos por artistasde. São de propriedade e gerenciadas por Mélanie Scarciglia e Christophe Boutin.A visão de ambas editoras, em relação à criação contemporânea é não didática e diversificada. Esses princípios se traduzem através da publicação de artistas de diferentes gerações, países e abordagens. O termo “livro do artista” é interpretado de forma frouxa, já que o produto final excede os parâmetros físicos e conceituais da publicação.  

         Foi um prazer enorme recebe-los no HQ da VIVA e no nosso espaço da SP Arte. Poder observar e ter uma troca com os visitantes sobre essa produção fantástica que já tem quase 20 anos de historia e estórias foi incrível.  

         VIVA Projects presented onestar and Three Star (Paris) in São Paulo with artists' books by: John Armleder, John Baldessari, Elvire Bonduelle, Maurizio Cattelan, Dominique Gonzalez Foerster, Lawrence Weiner, Jonathan Monk andMatt Mullican. Respectively established in 2000 and 2007, Onestar press and Three Star Books are dedicated to the production of books and editions by artists. They are both owned and managed by Mélanie Scarciglia and Christophe Boutin who's views in relation to contemporary creation are non-didactic and diversified. These principles translate through the publication of artists' books with different approaches, from different generations and countries. The term "artist's book" is interpreted loosely, since the final product exceeds the physical and conceptual parameters of the publication.

         It was a huge pleasure to receive them at VIVA's HQ and our SP Arte space. Being able to observe and have an exchange with visitors about this fantastic production that already spans almost 20 years of history and stories was incredible.

 

MEE - Buquês de Artistas

MEE – Buquês de Artistas

11-15/04/2018, SP-arte 2018

São Paulo/SP, Brasil

com/with Kolekti, Flower Bar

ADRIANO COSTA (São Paulo, 1975) vive e trabalha em São Paulo

assume vivid astro focus / Avaf (Eli Sudbrack - Rio de Janeiro, 1968)

vive e trabalha em São Paulo e Nova York

CAIO REISEWITZ (São Paulo, 1967) vive e trabalha em São Paulo

LENORA DE BARROS (São Paulo, 1953) vive e trabalha em São Paulo.

NICOLÁS ROBBIO (Mar del Plata, 1975) vive e trabalha em São Paulo e Buenos Aires.

PAULO PASTA (Ariranha, 1959) vive e trabalha em São Paulo.

PAULO BRUSCKY (Recife, 1949) vive e trabalha em Recife.

kolekti.com.br

flowerbar.com.br

         MEE* buquês de artistasapresenta sua primeira edição de arranjos de plantas elaborados por artistas contemporâneos no Pavilhão da Bienal, Parque do Ibirapuera, durante a SP-Arte 2018. Para esta montagem foram convidados: Adriano Costa, AVAF (Eli Sudbrack), Caio Reisewitz, Lenora de Barros, Nicolás Robbio, Paulo Bruscky, Paulo Pasta  e Sonia Gomes.

         Através da inserção da arte em objetos cotidianos, estimulam-se diálogos e novos conteúdos culturais são gerados, fazendo com que a arte seja capaz de penetrar a vida das pessoas de maneiras diferentes. A criação de buquês de flores por artistas possibilita experimentações tanto para o artista como para o público.

         De acordo com tipos de plantas e culturas, os buquês acompanham ocasiões diversas e têm significados específicos. Carregados em cerimônias, ofertados em rituais, levados como presentes ou ornamentando ambientes, os ramalhetes de plantas e flores são usados há milênios e em diversas culturas. Inseridos em ambiente de profusão de discussões artísticas, a complexidade de sinais sociais é evidenciada, assim como sua natureza temporária.

         Artistas ao redor do mundo vêm trabalhando o tema de maneiras particulares, com conotações filosóficas ou como discussão formal. Para esta primeira edição, oito artistas apresentam de forma inédita os resultados de imersões pessoais em literatura, cotidiano, ressignificação de materiais, crenças, História da Arte, fotografia, política, tempo, memória e amor.

         *MEE homenageia a ilustradora botânica inglesa Margaret Mee (1909-1988), que viveu no Brasil por 36 anos, onde realizou 15 expedições à Floresta Amazônica e deixou um importante legado iconográfico e artístico. 

         The first edition of MEE artist bouquets — floral arrangements created by contemporary artists — is unveiled during SP-Arte 2018 at the Biennial Pavilion, São Paulo.

Bouquets accompany diverse occasions and have specific meanings according to different flowers and cultures. Carried in ceremonies, offered in rituals, taken as gifts or decorating environments, floral bouquets have been used for millennia. The complexity of those social symbols and their ephemeral nature becomes clear within an artistic context. 

         Through the insertion of art into everyday objects, dialogues are stimulated and new cultural contents are generated, enabling art to enter people's lives in different ways. Artists around the world have worked on the theme in particular ways, with philosophical connotations or as a formal discussion. The creation of floral bouquets by artists enables experimentation for both the artist and the public. For the first edition of MEE artist bouquets, eight artists present unique outcomes of personal immersions in literature, daily life, repurposing of materials, beliefs, art history, photography, politics, time, memory and love.

                  *MEE pays tribute to English botanical illustrator Margaret Mee (1909-1988) who lived in Brazil for 36 years, and went on 15 expeditions to the Amazon Forest leaving behind an important iconographic and artistic legacy.

 

Marian Goodman Gallery

Evento para a Galeria Marian Goodman

04/2018, São Paulo/SP

para/for Marian Goodman Gallery

mariangoodman.com

 
 

         Em homenagem à participação do artista Christian Boltanski na sessão “Repertório” da SPArte, VIVA Projetos conceituou e produziu um jantar privado para a Galeria Marian Goodman: uma noite de entretenimento promovida pela  galeria para reforçar sua presença no cenário paulistano e também o relacionamento com colecionadores e curadores em um ambiente casual.

         As a celebration of artist Christian Boltanski's participation at the 'Repertório' session of SPArte, VIVA Projects conceptualized and produced a private dinner for Marian Goodman Gallery: night of entertainment hosted by the gallery to strengthen its presence in the São Paulo scene as well as relationships with collectors and curators in a casual atmosphere.  

 

Yael Sonia

Exposição para lançamento coleção Yael Sonia

15/05/2018, Apartamento 61, São Paulo, SP

com/with Galeria Carbono, Galeria Fortes D’aloia e Gabriel,

Galeria Nara Roesler, Galeria Vermelho.

 

carbonogaleria.com.br

fdag.com.br

nararoesler.art

galeriavermelho.com.br

yaelsonia.com

         As criações de Yael Sonia permeiam o mundo artístico, pois mais do que joias são pensadas como esculturas de vestir. Esse limiar das peças de Sonia com obras de arte inspirou o lançamento da Coleção Orbital. Para a ocasião VIVA Projects selecionou 14 obras de arte de artistas contemporâneos de nacionalidades variadas, as quais estão expostas junto às joias durante esta única noite no Apartamento 61, localizado em uma casa modernista projetada pelo escultor Victor Brecheret e mais tarde reformada pelo arquiteto Rino Levi.
         A coleção Orbital questiona o que nos move quando nos movemos pelo mundo, e assim foca em formas circulares e no estudo da interação da luz interior com a estrutura externa. Joias suspensas que nos fazem reexaminar o nosso próprio conceito de espaço e volume, assim como as esculturas de Ernesto Neto, Raul Mourão, Artur Lescher e Iole de Freitas. Com foco nas pedras, as gemas são lapidadas em formato cabochon e são coloridas e brilhantes como as estrelas, meteoros, o sistema planetário e as estrelas do Norte. Outros modelos também vem com opções de esferas feitas de gemas com acabamento polido inspirados no sistema solar rodeadas por estruturas tridimensionais de ouro que lembram as orbitas do planeta ao redor do sol. Os trabalhos de Ana Holck, Chiara Banfi e Laura Vinci dialogam com as matérias da coleção. O design final resulta em um modelo que existe entre o presente e o futuro, e a tensão eterna entre o que permanece parado, mas também em movimento constante. As obras de Marine Hugonnier, Abraham Palatinik e Cristiano Lenhardt aludem a esta dualidade que inspirou a criação de Orbital, a qual esta dividida em nove Séries: Estelar, Cósmica, Meteoro, Lunar, Polaris, Eclipse, Solar e Zênite.

         Yael Sonia's creations permeate the artistic world, designed as more than jewels, they are conceptualized more like wearable sculptures. This closeness of Sonia's pieces with art inspired the launch of the Orbital Collection. For the occasion, VIVA Projects selected 14 works of art by contemporary artists of various nationalities, displayed next to the jewels during this single night in Apartmento 61, a modernist house designed by the sculptor Victor Brecheret and later refurbished by architect Rino Levi. 

         The Orbital collection questions what moves us as we move around the world, and so focuses on circular forms and the study of the interaction of inner light with the outer structure. Suspended jewels that make us reexamine our own concept of space and volume, similar to the sculptures of Ernesto Neto, Raul Mourão, Artur Lescher and Iole de Freitas. Focusing on the stones, the gems are cut in cabochon format and are colorful and bright as the stars, meteors, planetary system and stars of the North. The works of Ana Holck, Chiara Banfi and Laura Vinci dialogue with the materials of the collection. The final design results in a model that exists between the present and the future, and the eternal tension between what stands still but also in constant motion. The works of Marine Hugonnier, Abraham Palatinik and Cristiano Lenhardt allude to this duality that inspired the creation of Orbital, which is divided into nine series: Star, Cosmic, Meteor, Lunar, Polaris, Eclipse, Solar and Zenith.

 

Tour privado na Frieze para Yael Sonia

05/2018, Nova York, NY, EUA

Com/with Christine Minas, Yael Sonia

https://christineminas.com

https://yaelsonia.com

         Um grupo de convidados da marca Yael Sonia visitou a Frieze Art Fair, a feira de arte contemporânea mais importante de NY, a qual acontece uma vez por ano em Randal’s Island. Na quinta-feira, segundo dia de acesso restrito apenas para convidados, o grupo foi guiado por uma especialista seguindo um roteiro que explorou obras que dialogam com universo Yael Sonia. O dia começou com brunch no showroom da marca no Soho depois os convidados seguiram para a feira de ferry boat. 

         Yael Sonia invited a group of guests for a private visit of Frieze Art Fair, the most important contemporary art fair in NY, which takes place once a year on Randal's Island. On Thursday,  the second preview day only for guests, the group was guided by an expert following a script that explored works in dialogue with Yael Sonia's universe. The day started with brunch at the house's showroom in Soho and after guests headed to the fair by ferry boat.

 

Programação de recepção de

jornalistas internacionais para Yael Sonia

01/2018, São Paulo/SP e Rio de Janeiro/RJ

com/with Yael Sonia, The Coveteur

yaelsonia.com

coveteur.com

         A VIVA Projects montou um roteiro cultural exclusivo de três dias no Rio de Janeiro e em São Paulo para um grupo de jornalistas internacionais em uma press trip para a joalheira Yael Sonia.

As experiências foram pensadas com base no universo de referências da marca, profundamente enraizadas na arte moderna e contemporânea. Os passeios incluíram uma visita ao ateliê de Ernesto Neto, guiada pelo próprio artista, visita a coleções particulares em SP e Rio, além de encontros em galerias e caminhadas por bairros ícones com foco em arquitetura, arte e cultura.

         VIVA Projects designed an exclusive 3-day culturalitinerary in Rio de Janeiro and São Paulofor agroup of international journalistson a press trip for Yael Sonia.   

Experiences were created basedthe brand's universe of references which is deeply rooted in modern and contemporary art. Visits includedaguided tour forthe group of Ernesto Neto's studio by the artist himself, private collections in SP and Rio as well as visits to galleries and walks thru unique neighbourhoods with focus on architecture, art and culture.  

 

Ciclo de palestras para Yael Sonia

09/2017, São Paulo/SP, Brasil

Com/with Sol Camacho, Mariana Dupas, Thiago Honório, Pedro Vieira

raddar.org/about.html

galerialuisastrina.com.br/artistas/thiago-honorio/

ikrek.com.br/sobre-2/

yaelsonia.com

         Yael Sonia comissionou a VIVA Projects para pensar em uma programação de três encontros culturais para clientes da designer, que aconteceram no seu showroom em São Paulo. Os temas dos encontros foram pensados a partir do universo e da história de Yael, focando no design de vanguarda, no movimento de suas criações e na valorização do processo criativo

 Para o primeiro encontro Sol Camacho, irá falar sobre Lina Bo Bardi como designer. Camacho, contará sobre a atuação de Bo Bardi como designer, desde o início do processo criativo, mostrando os croquis e ilustrações que deram início às celebres criações até o contexto histórico no qual foram criadas as peças. Para o segundo encontro, Mariana Dupas irá destacar os artistas visuais Julio Le Parc e Abraham Palatnik, expoentes da arte cinética – corrente que explora efeitos visuais por meio de movimentos físicos ou ilusão de óptica – os quais o trabalho com luz e movimento inevitavelmente se remete às joias de Yael Sonia. Para o terceiro encontro, Pedro Vieira e Thiago Honório discorrerão sobre o projeto “Boate Azul – Construção (1947), Destruição (2011), Inauguração (2016)” que parte do material remanescente do piso da pista de dança da Boate Azul, projetada em 1947, pela artista Mary Vieira para o edifício do Palace Cassino de Poços de Caldas, MG, catalogado e transplantado para o edifício do Cassino da Pampulha de Belo Horizonte, MG, em 2016.

         American jewelry designer Yael Sonia commissioned VIVA Projects to create a program of three talks for clients of the house, in her showroom in São Paulo . The themes were taken from Yael's creative universe and the history, focusing on vanguard design, movement and appreciation of the creative process. For the first talk architect Sol Camacho, spoke about Lina Bo Bardi as a designer: from the beginning of the creative process, showing sketches and illustrations as well as highlighting the historical context in which the pieces were created. For the second talk, Mariana Dupas, spoke about Julio Le Parc and Abraham Palatnik, exponents of kinetic art – style that explores visual effects through physical movements or optical illusion – who also use light and movement in their works and inevitably links to Yael Sonia's productions.For the last talk, Pedro Vieira and Thiago Honório discussed the project "Boate Azul - Construction (1947), Destruction (2011), Inauguration (2016)" that starts off from the remaining material of the dance floor of the Blue Night, projected in 1947, by artist Mary Vieira for the building of the Palace Casino of Poços de Caldas, MG, which they cataloged and transplanted in 2016 to the Casino building of Pampulha de Belo Horizonte, MG – today the city's main museum.

 

Marmita Kids

Marmita Kids

12/2017, São Paulo/SP

 

         Esta marmita serve para que você, pequeno leitor, se alimente de livros e de imaginação, para lhe trazer mais perto da ARTE. São páginas pensadas, desenhadas e escritas por artistas ou sobre artistas. Cada um destes títulos selecionados, é um trampolim para potencializar a sua CRIATIVIDADE. Nós acreditamos que os LIVROS podem abrir um universo para o leitor, e nada como uma mente LIVRE e LÚDICA para que este novo mundo tenha um tamanho e intensidade inimagináveis.

6 TÍTULOS escolhidos pela VIVA:

Arte Brasileira para Crianças. Editora Cobogó: 2016.

CIPS, Marcelo. Se um gato for....Global Editora: 2009.

DORLING, Kindersley.Arte para crianças. Publifolha: 2012

KLEIN, Jacky. O que é arte contemporânea. Claroenigma: 2013. 

STEIN. Gertrude. Para fazer um livro de alfabetos e aniversários. Editora Iluminuras: 2017.

WARHOL, Andy. Livro de Colorir. DBA: 2012.

         This snack-pack is for you, young reader, to feed on books and imagination, which will bring you closer to ART.  The pages thought, drawn and written by artists or about art. Each of these selected titles is a stepping stone to enhance your CREATIVITY. We believe that BOOKS can open universes for the reader, and nothing like a FREE mind for these new worlds to reach unimaginable sizes and intensity.The six TITLES chosen by VIVA:

Arte Brasileira para Crianças. Editora Cobogó: 2016.

CIPS, Marcelo. Se um gato for....Global Editora: 2009.

DORLING, Kindersley.Arte para crianças. Publifolha: 2012

KLEIN, Jacky. What is contemporary art?. Claroenigma: 2013. 

STEIN. Gertrude. To Do: A Book of Alphabets and Birthdays. Editora Iluminuras: 2017.

WARHOL, Andy. Colouring book. DBA: 2012.

 

 

Biblioteca VIVA

Biblioteca VIVA

12/2017, São Paulo/SP

          Como escreveu Walter Benjamin em seu ensaio ‘Unpacking my library’, para o apreciador de LIVROS “a liberdade de todos os livros é em algum lugar de sua estante”. Seguindo esta premissa, e procurando libertar os livros de seus possessores, colocando-os em novas ESTANTES, escolhemos 10 PESSOAS de áreas CRIATIVAS diferentes para selecionarem 10 TÍTULOS que são importantes para elas. Ao desvendar estas BIBLIOTECAS, também desvendamos um universo de MEMÓRIAS, REFERÊNCIAS e GOSTOS. A VIVA agradece a cada um que permitiu esta invasão dentro de sua cabeça, intimidade e história. Foi um prazer para nós permear o MUNDO de pessoas que admiramos e é uma satisfação ainda maior COMPARTILHAR este projeto com outros. 

          As estantes aqui expostas contém apenas uma parte da seleção de livros feitas por cada participante: os títulos que foram possíveis ser encontrados para serem comercializados no mesmo valor. No entanto, os títulos de todos livros selecionados estão na ficha da BIBLIOTECA VIVA de cada um. Participantes desta edição: Benjamin Serrousi (curador), Charlie Braun (cineasta), Chris Bicalho (empresária e colecionadora), Felipe Hess (arquiteto), Graça Bueno (antiquária), Joana Mune (consultora gastronômica), Marcelo Brissac (músico), Marcia Fortes (galerista), Rodolpho Parigi (artista visual), Yasmine Sterea (stylist).

          As Walter Benjamin wrote in his essay 'Unpacking my library', for the book lover, 'the freedom of all books is somewhere on their shelf'. Following this premise, and seeking to free the books of their possessors by placing them in new shelves, VIVA PROJECTS chose 10 PERSONALITIES from different CREATIVE areas to select 10 TITLES that are important to them. When unveiling these LIBRARIES, we also unveil a universe of MEMORIES, REFERENCES and TASTES. VIVA thanks those who allowed us to break-in to their head, intimacy and history. It was a pleasure for us to permeate the universes of people we admire and it is an even greater satisfaction to share this project with others.

          The shelves shown contained only a portion of the book selection made by each participant so that all could be sold for the same flat rate. However, the titles of all selected books are on the VIVA LIBRARY card. Collaborators: Benjamin Serrousi (curator), Charlie Braun (feature-film director), Chris Bicalho (entrepreneur and art collector), Felipe Hess (architect), Graça Bueno (antiques dealer), Joana Mune (gastro consultant), Marcelo Brissac (musician), Marcia Fortes (galerist), Rodolpho Parigi (visual artist), Yasmine Sterea (stylist).

 

 
 

Oi Futuro

Oi Futuro

09/2017, Rio de Janeiro/RJ

com/with Oi Futuro

oifuturo.org.br

         VIVA Projects produziu um dossiê independente sobre o centro cultural.  Inclusos nesse documento estão:  apresentação de pesquisa da estrutura e programa atual; levantamento do histórico de projetos realizados e seus alcances; avaliação dos espaços fixos; indicações e referências de estratégias de direcionamento.

         VIVA Projects produced an independent dossier on the non-profitarts foundation. Features included in this document are: presentation of the current structure and program; survey of the history of projects carried out and their outreach; evaluation of physical spaces; targeting directional strategies.

 

Maurício Ianês X Casa do Povo

Linha possível – Alimente

18/09/2017, São Paulo/SP, Brasil

com/with Maurício Ianês, Casa do Povo

premiopipa.com/pag/mauricio-ianes/

casadopovo.org.br

 

         O projeto foi desenvolvido pelo artista Maurício Ianês em parceria com a VIVA Projects para o jantar beneficente da Casa do Povo, baseado no conto O Céu e o Inferno. No final do jantar, os convidados foram surpreendidos com as colheres longas, enquanto Mauricio Ianês contava a história de o Céu e o Inferno . Aos poucos as pessoas foram alimentando umas às outras, tornando o jantar uma encenação real do conto. Ao final, todos levaram suas colheres, que é uma edição de 200. 150 das quais ficaram para os convidados e 50 foram vendidas a R$280,00 cada. Algumas poucas unidades ainda estão disponíveis para venda.  

        The project was developed by the artist Mauricio Ianês with VIVA Projects for the benefit of  Casa do Povo, based on the parable “Allegory of the Long Spoons”. At the end of the dinner, the guests were surprised by long spons, while Mauricio Ianês narrated the parable “Allegory of the Long Spoons”. Little by little people started feeding each other, transforming the dinner in a real staging of the tale. In the end, the guests could take the spoon home, they are an edition of 200, 150 of which were for the guests and 50 were sold at R$ 280.00 each. There are still some units available for sale.

 

Marmita VIVA

Marmita VIVA

07/2017, São Paulo/SP

         Para a inauguração da casa da VIVA, elaboramos uma MARMITA com uma compilação de 10 objetos selecionados para nos representar.

1. Viva Vaia, Augusto de Campos- nossa homenagem a obra que inspirou nosso nome, o livro reúne poemas concretos produzidos por Augusto de Campos entre 1949 e 1979.

2. Mousse Magazine #59- em uma página da publicação italiana, uma das vozes mais relevantes na crítica de arte contemporânea, iniciamos o projeto Anunciarte.

3. Arena Homme+ Spring/ Autumm 2017- uma das publicações de moda masculina mais respeitadas, convidou o artista Wolfgang Tillmans para ocupar 100 páginas desta edição com conteúdo único. 

4. Arte como Experiência de John Dewey- uma das nossas principais referências teóricas para pensar arte como vivência e não objeto, valor no qual acreditamos, defendemos e aplicamos em nossos projetos.

5. Mentos por Takashi Murakami- o artista japonês criou uma edição especial para a célebre marca de balas. 

6. Biscoito Piraquê com embalagem criada por Lygia Pape em 1960

7. Tipografia Externa, Tipografia Interna de Pablo Accinelli para Tijuana-

o artista argentino criou em 2012 tipografias e um software que as ativa. 

8. Dupla Central [ A Recreativa ] da editora Ikrek– a mais antiga publicação de palavras cruzadas do país cedeu um espaço para a editora independente Ikrek, a qual convidou para cada edição um diferente artista contemporâneo para ocupação. 

9. Dar é Dar de Éric Watier para Parentesis

10. Croqui de bolo do chef Michel Scherer – Desenho do bolo criado para a inauguração do novo espaço da VIVA desenvolvido por Michel Scherer baseado na serie “Wild Raspberries” (1959) de Andy Warhol.

         For the inauguration of the VIVA's HQ we produced a MARMITA (loosely translates to lunch box) with a compilation of 10 objects selected to represent us.

1. Viva Vaia, Augusto de Campos- our tribute to the work that inspired our name, this book gathers concrete poems produced by Augusto de Campos between 1949 and 1979.

2. Mousse Magazine #59-on a page of this edition of Italian publication, one of the most relevant voices in contemporary art journalism, we started the project Anunciarte.

3. Arena Homme+ Spring/ Autumm 2017-one of the most respected men's fashion publications, invited the artist Wolfgang Tillmans to occupy 100 pages of this edition with unique content.

4. Art as Experience by John Dewey-one of our main theoretical references to think of art as an experience rather than an object, a value in which we believe, defend and apply in our projects.

5. Mentos by Takashi Murakami - the Japanese artist created a special edition for the famous candy brand.

6. Piraquê Biscuit with packaging createdby Lygia Pape in 1960

7. External Typography, Internal Typography by Pablo Accinelli for Tijuana-

the Argentine artist created in 2012 typography and software that activates it.  

8. Dupla Central [A Recreativa] by editora Ikrek– the country's oldest crossword publication has given space to independent publisher Ikrek, who invites a different contemporary artist to occupy the centerfold of each issue.

9. Dar é Dar de Éric Watier for Parentesis

10. Sketch of cake by chef Michel Scherer – drawingof the cake created for the inauguration of VIVA's new space created by chef Michel Scherer based on Andy Warhol's series "Wild Raspberries" (1959).

 

 

Bolo Andy Warhol

Bolo Andy Warhol

07/2017, São Paulo/SP

         Bolo #amareloamor criado por Michel Scherer em Julho de 2017,chef e artesão de memórias gustativas (@michelscherer) em homenagem a serie Wild Raspberries (1959) de Andy Warhol bolo de “pão de ló” com rum, recheado com purê de pêssegos e creme de confeiteiro. Coberto com pêssegos em calda, pistaches e pitangas de merengue de baunilha. Para comemorar a inauguração do novo espaço da Viva Projects, Michel Scherer desenvolveu um bolo baseado na serie “Wild Raspberries” (1959) de Andy Warhol. O famoso artista pop realizou um trabalho vasto no campo da ilustração de moda e design alem de sua obra icônica no universo da cultura pop. Os desenhos de Warhol mostram imagens de bolos mágicos que se assemelham a pinturas com varias camadas de cor e elementos sobrepostos. Nas ilustrações o artista também incluía textos que eram fragmentos de receitas de bolos de sua amiga e colaboradora Suzie Frankfurt.

         Michel se apropriou de uma das ilustração da serie - Wild Raspberries, c.1959 (orange and yellow) para realizar uma releitura. O bolo  funciona como uma livre interpretação da ilustração original, onde os elementos se adequam a uma nova forma e adquirem um sabor único.  O desafio de traduzir um desenho em uma forma tridimensional, vem junto com a liberdade de criar novos elementos que tenham sintonia com o espirito da obra original. Para Michel Scherer todo bolo redondo representa um espirito incondicional de unidade e de compartilhar. “Não existe um pedaço mais gostoso no bolo, todo ele compõem a memoria do sabor e da celebração.”

         VIVA Projects invited pastry chef Michel Schrer to bring to life Andy Warhol's A&P Surprise cake from his cookbook Wild Raspberriespublished in 1959 together with socialite Suzie Frankfurt. The recipes, many of which feature intentional misspelling were Warhol and Frankfurt’s attempt to tease those oh-so-serious cooks who followed the pretentious and popular French cookbooks of the 1950s and many of which are impossible to complete. Scherer's response was a homage with a twist.  The cake functions as a free interpretation of the original illustration - the challenge of translating a design into a three-dimensional form comes with the freedom to create new elements that are attuned to the spirit of the original work. The idea of literally consuming culture and ephemerality were particularly of interest to us at VIVA.

 

 

Mousse#58 @Documenta14

Mousse #58 at Documenta14

26/05/2017, Kassel/Alemanha

com/with Mousse, Daniele Milvio, Steev Le Mercier, Supportico Lopez

moussemagazine.it

         Para celebrar a edição da revista Mousse #58, Viva produziu e idealizou um evento durante a abertura da documenta 14, o mais importante acontecimento do calendário de arte que acontece a cada 5 anos na cidade de Kassel na Alemanha. Na edição 14, excepcionalmente a documenta aconteceu também na cidade de Athenas, Grécia, o que nos levou a criar um cruzeiro imaginário entre as duas cidades que aconteceria naquela noite. 

         Curadores, artistas, galeristas e colecionadores foram convidados para uma noite informal em um barco aportado no rio Fulda, o qual esta localizado há 5 minutos do principal ponto da documenta, mas ainda assim muitas pessoas nem sabem de sua existência. Dentro do tema silencioso do cruzeiro Kassel-Athenas, dois artistas colaboraram criativamente. Daniele Milvio criou um símbolo que aludia a dois capacetes entrelaçados que estampou bandeiras, cartazes e cartões postais. Steev Le Mercier criou a trilha sonora que tocou na pista localizada no primeiro piso do barco. Foi uma noite na qual mais de 100 pessoas, entre os mais influentes nomes da arte, desfrutaram de um ambiente agradável e inesperado, tornando a experiência única e memorável.

         To celebrate the launch of Mousse # 58, VIVA Projects conceptualized and prodcued an event during the opening of documenta 14, the most important event of the art calendar that takes place every 5 years in the city of Kassel in Germany. A part of document 14 was exceptionally held in Athenas, Greece, which led us to create an imaginary cruise between the two cities that would happen in one night. Curators, artists, gallerists and collectors were invited to an informal evening on a boat on the river Fulda, which is located 5 minutes from documenta’s center - yet many didn’t even know it was there. 

         Within the silent theme of the Kassel-Athenas cruise, two artists collaborated creatively. Daniele Milvio created a symbol that alluded to two interlocking helmets that stamped flags, posters and postcards. Steev Le Mercier created the soundtrack that played on the track located on the first floor of the boat. It was a night in which more than 100 people – many among the most influential names in the art world and enjoyed a pleasant and unexpected atmosphere, making the experience unique and memorable.

 

 

Frieze Art Fairs

Frieze Art Fairs

07/2017, Nova York/Londres

para/for Frieze

frieze.com

 

         Desde Julho de 2016, Camilla Barella, uma das sócias fundadoras da Viva, assumiu cargo de consultora de relacionamentos para o Brasil nas feiras de arte Frieze. Frieze acontece anualmente desde 2003 em Londres, desde 2014 em Nova Iorque, e a partir de Fevereiro de 2019 também na cidade de Los Angeles. 

         Além de dar todo suporte necessário para colecionadores, curadores e grupos de museus que visitarão a feira, Camilla atua como ponte entre estes visitantes e as mais renomadas galerias do mundo que estão expondo. Também é de sua responsabilidade convidar os visitantes para programas paralelos de entretenimento social (almoços, jantares e festas) e cultural (visitas guiadas em museus, coleções privadas e estúdios de artistas), assim como desenvolver eventos de cultivação no Brasil.

         As of July 2016, Camilla Barella, founding partner of VIVA Projects, has taken the position of relationship consultant for Brazil at Frieze Art Fairs. Frieze takes place annually  in London since 2003, in New York since 2014 and from February 2019 also in Los Angeles. 

         In addition to giving all necessary support to collectors, curators and museum groups pior and during their visits to the fair, Camilla acts as a bridge between these visitors and the most renowned galleries in the world.  It is also her responsibility to invite visitors to parallel programs, social entertainment (lunches, dinners and parties) and cultural events (guided visits in museums, private collections and artists' studios), as well as to develop cultivation events in Brazil.

 

Anunciar-te

Anunciar-te

05/2018, Veneza, Italia

Com/with Jonathas de Andrade, Mousse Magazine

galeriavermelho.com.br/artista/45/jonathas-de-andrade

moussemagazine.it

 

         O artista Jonathas de Andrade (Recife, 1982) foi o primeiro convidado de nosso projeto Anunciar-te, no qual ocupamos espaços de anúncios comerciais com obras de arte. Em uma página da revista de arte italiana, Mousse Magazine, Jonathas inseriu um still de seu filme O Peixe. O trabalho feito exclusivamente para este projeto existe apenas nas cópias da edição de Verão 2017 da revista. Cabe ao leitor decidir como interagir com a obra de arte; alguns irão tirar a página da revista e emoldurá-la, outros mantê-la dentro da publicação, enquanto muitos nem sequer notarão sua existência. 

         Jonathas de Andrade (Recife, 1982) was the first artist featured in VIVA Project's "Anunciar-te" (literal translation: Announce Yourself) in which we occupy commercial advertisement spaces with artworks.Jonathas inserted a still from his film The Fish on a page of the Italian art publication, Mousse Magazine. The work done for this project exists exclusively in the copies of the magazine's Summer 2017 edition. It is up to the reader to decide how to interact with the work of art: some will tear the page out and frame it, others will keep it inside the publication, while many will not even notice its existence.

 

Fortune Cookies

Fortune Cookies

10/2016, Paris, França

 

        Biscoito da arte: Como alternativa a um cartão de visitas, a VIVA Projects ofereceu biscoitos da sorte, com quatro citações de artistas diferentes no lugar das habituais profecias chinesas, aos convidados de um evento.

        Art Fortune: As an alternative to a business card, VIVA Projects offered fortune cookies, with four different artists’ quotes in place of the fortunes, to guests exiting an event.  

 

Adriano Costa

One Night Show

Adriano Costa, One Night Show #WhatIfWeTryToUnderstandAllThisShitTogether?ChickenToday!!!

21/10/2016, Paris, França

         Para celebrar o lançamento da Viva Projects, propusemos ao artista Adriano Costa um projeto que acontecesse durante uma única noite em um ambiente doméstico. Nosso desejo com uma exposição de caráter efêmero foi oferecer aos presentes um momento único de arte como experiência. #WhatIfWeTryToUnderstandAllThisShitTogether?ChickenTod ay!!! aconteceu em 21 de Outubro de 2016, em Paris, e contou com a presença de mais de 100 pessoas, dentre os quais, artistas, colecionadores, galeristas e curadores. Abaixo, texto do artista sobre seu projeto:

#WhatIfWeTryToUnderstandAllThisShitTogether?ChickenToday!!! é sobre tudo. Eu pessoalmente, AGORA, em 2016, o ano assustador no qual políticos loucos, imigração involuntária, crise financeira, mortes, muitas mortes, muitas muitas mortes e o sentimento apocalíptico sobre o futuro do mundo (eu posso falar particularmente sobre o Brasil e a nossa quase completa derrota na nossa jovem “democracia”), não me sinto seguro para a afirmar nada. Eu acredito que ARTE é na verdade a única saída. Arte para mim significa comunicação. Comunicação envolve todos nós. É essa a razão pela qual estamos aqui. Curtir. COMER. BEBER. CONVERSAR. SER FELIZ. Hoje nós lançamos o primeiro (eu acho e não vou confirmar com o google porque é chato e nós acreditamos em igualdade, e não monopólios) calendário com fotos sexy de garotos de São Paulo,./// refugiados de diversos lugares onde fome, guerra e vários outros tipos de barbáries são o plat du jour. Temos que deixar claro que, todos, incluindo a fotógrafa Cassia Tabatini, fizeram trabalho voluntário! sem dinheiro envolvido. Nós acreditamos na mesma coisa: beleza não pode ser vítima de nenhum preconceito, seja racial, financeiro ou qualquer outro. Nós não estamos de sacanagem aqui. YOOOOOOO. Frango está na mesa. Também estamos mostrando aqui trabalhos muito frágeis, eu os chamo de ‘tapeçarias’: construídos com roupas de segunda mão. Os trabalhos nascem mortos. AMOR 

- Adriano Costa 

         To celebrate Viva Projects' launch, we invited artist Adriano Costa to participate in a project that happened during a single night in a domestic environment. Our desire with an exhibition of ephemeral character was to offer to those present a unique moment of art as experience #WhatIfWeTryTo UnderstandAllThisShitTogether?ChickenToday!!! took place on 21 October 2016 in Paris and was attended by more than 100 people, including artists collectors, gallerists and curators. Below, artist's text about your project:

#WhatIfWeTryToUnderstandAllThisShitTogether?ChickenToday!!! is about everything. I personally, NOW, in 2016, the scary year where crazy politicians, involuntary migration,financial crisis, death, many deaths, many many deaths and the apocalyptic feeling about the future of the world (I can speak particularly about Brazil and our almost complete de­feat on our young “democracia”) do not feel myself in affirming anything . I believe ART is actually one of the exits. Art to me means communication. Communication involves us all. That’s the reason we are here. Enjoy. EAT. DRINK.TALK. BE HAPPY. Tonight we are launched the first (I guess and I will not goggle it cause it’s boring and we believe in equality, not monopolies) men’s calendar with sexy boys from São Paulo,./// refugees from various places where hunger, war and all sorts barbarity are the plat jour. We should make it clear that ,all of them, including the photographer CassiaTabatini did volunteer work! no money involved. We believe in the same thing: beauty can not be the victim of racial, ,financial and any sort of prejudices . We are not bulshitting here. YOOOOOOO. Chicken is served 

We are also showing some really fragile pieces , I called them “tapestries: constructed with second hands clothes. The works are kinda of still­born!!! LOVE

- Adriano Costa

 

 

Adriano Costa x Cassia Tabatini

A MAN IS A MAN (CALENDAR)

DOESN’T A MATTER WHAT YEAR

21/10/2016, Paris, França

 

         ‘Hoje nós lançamos o primeiro (eu acho e não vou confirmar com o google porque é chato e nós acreditamos em igualdade, e não monopólios) calendário com fotos sexy de garotos de São Paulo,./// refugiados de diversos lugares onde fome, guerra e vários outros tipos de barbáries são o plat du jour. Temos que deixar claro que, todos, incluindo a fotógrafa Cassia Tabatini, fizeram trabalho voluntário! sem dinheiro envolvido. Nós acreditamos na mesma coisa: beleza não pode ser vítima de nenhum preconceito, seja racial, financeiro ou qualquer outro. Nós não estamos de sacanagem aqui. YOOOOOOO.’ Foi assim que o artista Adriano Costa descreveu seu calendário atemporal  A Man is a Man (calendar) doesn’t matter what year. feito em colaboração com a fotografa Cassia Tabatini, distribuído gratuitamente em Outubro de 2016 em Paris durante a noite de #WhatIfWeTryToUnderstandAllThisShitTogether?ChickenToday!!! 

         'Today we launched the first one (I think and I will not confirm with google because it' s annoying and we believe in equality, not monopolies) calendar with sexy photos of boys from São Paulo,.///war and various other types of barbarism are the plat du jour.  We must make it clear that everyone, including the photographer Cassia Tabatini, did volunteer work! no money involved. We believe in the same thing: beauty can not be the victim of any prejudice, be it racial, financial or any other. We're not jesting here. YOOOOOOO. ' This is how the artist Adriano Costa described his timeless calendar A Man is a Man(calendar) does not matter what yearmade in collaboration with photographer Cassia Tabatini, distributed for free in October 2016 in Paris on the night of #WhatIfWeTryToUnderstandAllThisShitTogether? ChickenToday !!!

 

Studio 55

Studio 55

09/2016, Los Angeles, EUA

         A VIVA Projects criou o nome da marca, o conceito de branding e apresentação para o Studio 55 – uma galeria itinerante de produção cultural brasileira voltada para o mobiliário modernista. O nome Studio 55 faz referência ao Studio 54 e ao seu antecessor, Studio 52, ambos locais que operavam no período em que o mobiliário exposto pelo Studio 55 estava sendo produzido no Brasil. O número 55 é o código de país internacional do Brasil.

         O logotipo foi criado pelo estúdio de design Manuel Raeder, de Berlim, que desenvolveu uma fonte baseada no trabalho do expoente da Tropicália, Rogério Duarte. A ideia de apresentar as peças de uma maneira que mescla a estética de uma galeria de arte com a da loja de móveis se mostrou elegante, única e bem-sucedida.

         For Studio 55, an itinerating outpost of Brazilian cultural production focused on modernist furniture,VIVA Projects created the brand's name and branding and presentation concept. The name Studio 55 references Studio 54 and it's predecessor Studio 52, both venues which were operating during the same time the furniture presented was being produced in Brazil. The number 55 is Brazil's international country code.   

         The logo was created by berlin based Studio Manuel Raeder which developed a font based on Tropicalia exponent Rogerio Duarte's work. The idea to present the pieces in a way that mixes both the aesthetics of an art gallery with those of a furniture shop proved elegant, unique and successful.