VIVAPROJECTS  PROJETOS M•A•P•A• CURSOS
INFO@VIVAPROJECTS.ORG     SÃO PAULO/BR
------------------------------------------------------------------

VIVA2.gif
 

VIVA Projects é uma agência que produz conteúdo, projetos e consultorias relacionados à arte contemporânea. Liderada por Camilla Barella e Cecilia Tanure, a VIVA cria experiências e gera intersecções entre indivíduos, empresas e instituições que buscam expandir seus universos com cultura e arte.

 

VIVA Projects is an agency that produces innovative contemporary art content, projects and consultancies.

Led by Camilla Barella and Cecilia Tanure, VIVA creates experiences and generates intersections between contemporary art and people, companies and institutions that seek to expand their universes with culture and art. 

Desde 2016 realizamos projetos tais como, consultorias de conteúdo e estratégias para galerias e instituições, elaboração e produção de plano e ações culturais para empresas, exposições e eventos, concepção de objetos e múltiplos com artistas, cursos e palestras.

Já realizamos projetos em São Paulo, Rio de Janeiro, Paris, Kassel, Veneza e Los Angeles.  Entre nossos clientes estão galerias internacionais como Marian Goodman Gallery e David Zwirner, para as quais criamos e produzimos eventos para engajamento com o público brasileiro; empresas como o banco ABN Amro, a marca de moda Amaro e a joalheira Yael Sonia, para as quais concebemos ativações de marcas através de projetos com arte; e instituições como Fundação Bienal e Oi Futuro, para as quais desenvolvemos conteúdo e pesquisa, respectivamente.

Dentro dos nossos projetos também colaboramos e/ou mostramos artistas como: Ernesto Neto, AVAF, Mauricio Iânes, Luiz Zerbini, Sonia Gomes, Paulo Pjota, Paulo Bruscky, Ser Serpas, John Baldessari, Dominique Gonzalez-Foerster, entre outros.

 
 

Since 2016 we have carried out projects such as: strategic consultancies for galleries and institutions, conceptualized and produced cultural activations for companies, exhibitions and events, objects and editions with artists, courses and lectures. VIVA has realized projects in São Paulo, Rio de Janeiro, Paris, Kassel, Venice and Los Angeles.  Our clients include international galleries such as Marian Goodman Gallery and  David Zwirner, for whom we created and produced events for engagement with a targeted Brazilian public; companies such as ABN Amro bank, fashion brand Amaro and jeweler Yael Sonia, for whom we designed brand activations through cultural projects; and institutions such as Fundação Bienal and Oi Futuro, for which we developed content and research, respectively. Within our projects we have had the honor to collaborate with and/or show artists such as: Ernesto Neto, AVAF, Mauricio Iânes, Luiz Zerbini, Sonia Gomes, Paulo Pjota, Paulo Bruscky, Ser Serpas, John Baldessari, Dominique Gonzalez-Foerster, among others.

logosv2.png

Arte em Campo

 

Experiência e exposição/experience and exhibition

12/2020

São Paulo, SP.

Com/with Galeria Athena, Débora Bolsoni, Lais Myrrha, Bergamin & Gomide, Jimmie Durham, Central Galeria, Dora Smék, Rodrigo Sassi, Galleria Continua, André Komatsu, JR, Shilpa Gupta, Dan Galeria, Amilcar de Castro, Franz Weissmann, José Spaniol, Galeria Eduardo Fernandes, Jorge Rodríguez-Aguilar, Galeria Estação, José Bezerra, Moisés Patrício, Fortes D'Aloia & Gabriel, Carlos Bevilacqua, Cristiano Lenhardt, Ernesto Neto, Los Carpinteros, Galeria Jaqueline Martins, Robert Barry, Galeria Karla Osorio, Élle de Bernardini, Galeno, João Trevisan, Galeria Leme, Jaime Lauriano, José Carlos Martinat, Rebeca Carapiá, Luciana Brito Galeria, Héctor Zamora, Thomaz Farkas, Galeria Luisa Strina, Matias Duville, Renata Lucas, Galeria Lume, Claudio Alvarez, Luiz Hermano, Galeria, Marilia Razuk, José Bechara, Vanderlei Lopes, Wagner Malta Tavares, Mendes Wood DM, Adriano Costa, Deyson Gilbert e Erica Ferrari, Paulo Nazareth, Galeria Millan, Regina Parra, Túlio Pinto, Nara Roesler, Laura Vinci, Amelia Toledo, Tomie Ohtake, OMA Galeria, Laerte Ramos, Pinakotheke, Sérvulo Esmeraldo, Sé Galeria, Rafael RG, Simões de Assis, Ayrson Heráclito, Emanoel Araújo, Vermelho, Angela Detanico e Rafael Lain, Carmela Gross, Jonathas de Andrade, Lia Chaia, Casa Triângulo, avaf, Paulo Kuczynski Escritório de Arte, Frans Krajcberg

Arte-em-campo2.gif

         Uma das maiores ocupações artísticas ao ar livre já vistas no país, idealizada pela concessionária Allegra Pacaembu e organizada pela VIVA Projects, onde esculturas e videoinstalações foram expostas no campo de futebol, nas quadras de tênis, no ginásio poliesportivo e na piscina do Complexo esportivo do Pacaembu. Com participação de 25 galerias e 53 artistas teve expografia desenvolvida pelo escritório Raddar, liderado pela arquiteta mexicana Sol Camacho, em parceria com o arquiteto Álvaro Razuk. VIVA Projects foi responsável pela coordenação e comunicação com todos os envolvidos no projeto, além de selecionar as obras junto às galerias e organizá-las no espaço junto aos arquitetos. Nos sete dias de visitação, mais de 4.500 pessoas puderam conferir obras de renomados artistas como Tomie Ohtake, Emanoel Araújo, Amilcar de Castro, Ernesto Neto e André Komatsu. 

-

         In one of the largest outdoor artistic occupations ever seen in Brazil, sculptures and video installations were exhibited on the soccer field, tennis courts, multi-sports gymnasium and  swimming pool of the Pacaembu Sports Complex - conceptualized by the concessionairy Allegra Pacaembu and organized by VIVA Projects, where With 25 participating galleries and 53 artists, the exhibition design was by the Raddar office, led by the Mexican architect Sol Camacho, in partnership with the architect Álvaro Razuk. VIVA Projects was responsible for coordinating all those involved in the project, in addition to selecting the works with the galleries and organizing them in the space with the architects. In the seven days of visitation, over 4,500 people were able to see works by renowned artists such as Tomie Ohtake, Emanoel Araújo, Amilcar de Castro, Ernesto Neto and André Komatsu.

 

M•A•P•A•

(Modos de Ação para Propagar arte)

No Calor da Hora

(Modes Of Action To Propagate Art)

In the Heat of the Moment

 

Experiência e exposição/experience and exhibition

08-10/2020

Com/with Aline Motta / André Komatsu / Anna Costa e Silva / Anna Maria Maiolino / Arnaldo Antunes / Augusto de Campos / avaf / Bárbara Wagner & Benjamin de Burca / Dalton Paula / Denilson Baniwa / Éder Oliveira / Gê Viana / João Pinheiro / Karim Aïnouz / Lenora de Barros / Mabe Bethônico / Mauro Restiffe / Paulo Bruscky / Paulo Nazareth / Ricardo Basbaum / Romy Pocztaruk / Santidio Pereira / Sônia Gomes / Traplev / Thiago Honório / Vera Chaves Barcellos / Vitor Cesar. Idealizado e organizado por VIVA Projects  / Curadoria por Patricia Wagner

MAPA.gif

         Tomando a arte em seu potencial de colidir com a realidade e de ampliar o campo de pensamento, 27 artistas cujas poéticas derivam de múltiplos percursos, foram convidados a ocupar, de maneira descentralizada, 27 espaços de outdoors em todas as capitais* do Brasil. Os trabalhos problematizam as questões do presente, em uma reflexão acerca da realidade social e política à luz da pandemia. Também foi produzido um múltiplo, como meio de financiar o projeto e deixar um registro físico da mostra: uma caixa portfólio em madeira mdf, que contém 27 impressões offset em papel pólen 70gr, com obras dos 27 artistas participantes da mostra. As 27 edições foram adquiridas por apoiadores do projeto, além destas cópias, outras 35 foram distribuídas entre os artistas e colaboradores participantes do projeto; 1 doada para o acervo do Instituto Moreira Salles, o qual está aberto ao público para consulta, e outras 2 estão em processo de doação para outras instituições.

-

         Taking art’s potential to collide with reality and to broaden the field of thought, 27 artists were chosen, whose work derive from multiple routes, to occupy, in a decentralized manner, 27 billboards spaces in all 27 Brazilian capitals*.  The works problematize issues of the present, in a reflection on the social and political reality in the light of the pandemic. Conceived and organized by VIVA Projects / Curated by Patricia Wagner. A limited-edition piece was produced, as a means of financing the project and leaving a physical record of the show: a mdf wooden portfolio box, containing 27 offset prints on 70gr pollen paper, with works by the 27 artists participating in the show. The 27 editions were acquired by supporters of the project, in addition to these copies, another 35 were distributed among the artists and collaborators participating in the project; 1 donated to the Instituto Moreira Salles collection, which is open to the public for consultation, and another 2 are in the process of being donated to other institutions.

Banco Maxima

Banco-Maxima.gif

         VIVA Projects desenvolveu para o Banco Máxima um projeto de aquisição de obras de arte, as quais estão expostas em sua nova sede em São Paulo. Os trabalhos e artistas foram selecionados com a premissa de representar o valor de solidez e o momento de expansão da empresa. A seleção incluiu artistas brasileiros de diferentes gerações e momentos de carreira, assim como trabalhos de diferentes técnicas como pintura, escultura, gravura e fotografia. Acreditamos que desta forma se compõe uma coleção diversa, tanto no contexto artístico como de investimento, sendo assim um ativo significativo para uma empresa, trazendo valor de marca e imagem. 

-

        VIVA Projects developed a project for the acquisition of works of art for Banco Máxima, now on display at their new headquarters in São Paulo. The artists and works were selected with the premise of representing the value of solidity and the banks's moment of expansion. The selection included Brazilian artists from different generations and career moments, as well as works of different mediums such as painting, sculpture, printmaking and photography.  The base for a diverse collection was made, both in the artistic and investment context, thus being a significant asset for a company as well adding more value to the bank's image and brand. 

VIVA REBEL

Experiência e exposição/experience and exhibition

01–03/2021, Rio de Janeiro, RJ.

Com/with Raul Mourão

VIVA-Rebel.gif

        O artista Raul Mourão foi convidado a ocupar um terreno a beira mar no Rio de Janeiro, a intervenção artística, batizada de Viva Rebel, foi apresentada pela Gafisa e idealizada pela VIVA Projects. Duas esculturas cinéticas e uma instalação de bandeiras, todas inéditas, foram expostas ao ar livre, na orla do Leblon, no local onde futuramente será erguido um empreendimento residencial. 

        As duas esculturas de grande escala foram projetadas pelo artista durante a pandemia, em 2020, e são desdobramentos da série Grades, e remetem às grades usadas para proteção, segurança e isolamento em ruas do Rio de Janeiro, presentes nas fotografias realizadas pelo artista há três décadas. Além das esculturas, uma instalação de setas em bandeiras hasteadas a seis metros de altura na entrada do terreno que demarcam a ocupação de um território e sinalizam que algo pode estar acontecendo ali. 

-

        Artist Raul Mourão was invited to occupy an empty plot of land by the sea in Rio de Janeiro.  The artistic intervention, named Viva Rebel, was presented by Gafisa and idealized by VIVA Projects. Two kinetic sculptures and an installation composed of flags, all new works, were exhibited outdoors, on the edge of Leblon beach, in the place where a residential development will be built in the future.

        The two large-scale sculptures were designed by the artist during the pandemic, in 2020, a development of the Grades series, that refers to the grids used for protection, safety and isolation in the streets of Rio de Janeiro, found in photographs taken by the artist for the past three decades. In addition to the sculptures, an installation of 12 flags, each with a different arrow motifs, hoisted on poles six meters high in the air.  Placed at the entrance of the lot, demarcating  the occupation of a territory and signaling that something may be happening there.

58 Biennale di Venezia

Viagem/Trip

Experiência e conteúdo/Experience and content

06/2019

Veneza/Venice, IT

Com/with Kura 

kuraarte.com.br

Veneza_abril.gif

         VIVA Projects, junto com a empresa Kura, organizou uma exploração de 4 dias na 58º Bienal de Veneza e exposições satélites, junto com experiências customizadas para o grupo.

A proposta da viagem foi de que o conteúdo compartilhado fosse da melhor qualidade, porém apresentado de maneira agradável e informal, com muito espaço para perguntas, discussões e, sim, diversão! A imersão total em arte contemporânea teve pausas deliciosas como um piquenique gourmet no jardim da Bienal e um jantar temático sentado no Harry’s Bar. Os 20 participantes foram guiados pelo escritor e editor Stefano Cernusci e pela curadora independente Maria do Carmo Pontes, que compartilharam seu conhecimento desvendando exposições de uma maneira leve e séria, em inglês e português, respectivamente.

-

         VIVA Projects, together with Kura, presented a 4-day exploration of the 58th Venice Biennale and selected satellite exhibitions and tailored experiences. The proposal of the trip was that all content shared during the visits was of the highest quality and delivered in a relaxed and informal way, with plenty of space for questions, discussions and, yes, fun! The full immersion in contemporary art had blissful breaks such as a gourmet picnic lunch at the Biennale's Giardini and a themed sit-down dinner at Harry's Bar. The 20 attendees were led by two guides: writer and editor Stefano Cernusci and independent curator Maria do Carmo Pontes, who shared their knowledge unraveling the exhibitions in a fresh and serious way, in English and Portuguese respectively. 

Radio VIVA

Conteúdo e experiência/content and experience

09/2018

São Paulo, BR

com/with Milovan Farronato, Stefano Cernuschi, Sofia Borges, Tamar Guimarães, Alejandro Cesarco, Maria do Carmo M.P. de Pontes, Andrew Durbin, Pedro Barbosa, Frances Reynolds, Marcia Fortes, Silas Martí

RadioVIVA-abril.gif

         Durante três dias, coincidindo com a inauguração da 33ª Bienal de São Paulo, Viva Projects recebeu um grupo selecionado de convidados para compartilhar suas opiniões sobre a exposição. As conversas foram lideradas pelo o curador Milovan Farronato e o editor Stefano Cernuschi, que receberam 3 convidados por dia, e foram transmitidas ao vivo via rádio online e posteriormente divididas em três episódios de podcasts não editados, que foram disseminados pela plataforma de arte “Terremoto”.

         As discussões trouxeram, em primeira mão, diversas informações e opiniões sobre a recém aberta edição da mais antiga bienal do hemisfério sul, questionando e debatendo as novas formas de expressão artística vigentes na atual conjuntura artística do país.

DIA 1:

Sofia Borges (artista e curadora da 33ª Bienal de São Paulo)

Tamar Guimarães (artista participante da bienal)

Alejandro Cesarco (artista e curador da 33ª Bienal de São Paulo)

DIA 2:

Maria do Carmo M.P. de Pontes (curadora independente)

Andrew Durbin (escritor e editor)

Pedro Barbosa (colecionador de arte conceitual)

DIA 2:

Frances Reynolds (colecionadora e filantropa)

Marcia Fortes (sócia da Fortes D´aloia & Gabriel)

Silas Martí (crítico de arte e jornalista)

-

         For three days, coinciding with the opening of the 33rd São Paulo Bienal, VIVA Projects received a selected group of guests, to share their opinions about the exhibition. Led by curator Milovan Farronato and editor Stefano Cernuschi who received 3 guests each day, the conversations were transmitted live via web radio and later as three unedited podcasts distributed by the contemporary art platform Terremoto.

         The discussions were open to the public and brought first hand accounts on the most recent edition of the oldest biennial in the southern hemisphere, questioning and debating the new forms of artistic expression prevailing in the current artistic scenario in the country.

DAY 1:

Sofia Borges (artist and 33rd São Paulo Bienal curator)

Tamar Guimarães (artist participating in the biennial)

Alejandro Cesarco (artist and 33rd São Paulo Bienal curator)

DAY 2:

Maria do Carmo M. P. de Pontes (independent curator)

Andrew Durbin (writter and editor)

Pedro Barbosa (conceptual art collector)

DAY 2:

Frances Reynolds (collector and philanthropist)

Marcia Fortes (partner at Fortes D’aloia & Gabriel)

Silas Martí (art critic and journalist)

 

AVAF: ReTRANSpectiva 2

AVAF: ReTRANSpective 2

Exposição e produtos/exhibiton and products

10/2018

São Paulo, BR

com/with assume vivid astro focus /AVAF

assumevividastrofocus.com

AVAF.gif

          Desde 2001 quando fundou o assume vivid astro focus (AVAF), o artista Eli Sudbrack tem um intuito central em seus projetos: a criação de um Gesamtkunstwerk (“obra total de arte”) onde o espectador se torna um com trabalho de arte. A partir deste conceito, o AVAF tem um forte espírito colaborativo e trabalha com uma vasta gama de mídias e suportes, tendo nessas quase duas decadas desenvolvido diversas colaborações com marcas como LeSportSac, Comme des Garçon e Marc Jacobs, assim como capas de vinil, tapetes, postais, posters, máscaras, entre outros. A VIVA Projects convidou o artista para mostrar pela primeira vez toda produção de colaborações e efêmeros desenvolvidos ao longo de sua carreira, e também novos itens criados em parceiria para serem comercializados durante a ocupação.  Estes são: ladrilhos hidráulicos, lambe-lambe, stickers, tatuagens temporárias, boneco biruta, e um mancebo, o primeiro da nossa série de móveis de artistas.

TIMELINE COLABORAÇÕES:
2018: VIVA Projects; Henzel Studio; MEE – Buquês de artistas; Familia Editions; Amapô; National Sawdust

2017: OSGUT; Museo MATE; Tom Of Finland
2016: Pivô; Mac Cosmetics; Maria Brito
2015: Ilustríssima; Marc by Marc Jacobs

2014: Atom; TM & Tobias; Henzel Studio; MAM – SP; Nike

2012: Amapô

2011: Comme des Garçons; Lady Gaga; Berghain; Melissa

2009: Berghain; Ladytrom

2005: United Bamboo

2004: LesSportsSac

-

          Since 2001 when he founded the "assume vivid astro focus" (AVAF), artist Eli Sudbrack has a central aim in his projects: the creation of a Gesamtkunstwerk (“total work of art”) where the viewer becomes one with art work. Based on this concept, AVAF has a strong collaborative spirit and works with a wide range of medias, having developed over the past 17 years several collaborations with brands such as LeSportSac, Comme des Garçon and Marc Jacobs, as well as vinyl covers, carpets, postcards, posters, masks, among others.

VIVA Projects invited AVAF to show, for the first time, the complete production of collaborations and ephemera developed throughout their career, as well as new items created in partnership to be sold during the occupation. These are: hydraulic tiles, lick-lick, stickers, temporary tattoos, windsock doll, and a boy, the first in our series of artist furniture.

TIMELINE COLLABORATIONS:
2018: VIVA Projects; Henzel Studio; MEE – Buquês de artistas; Familia Editions; Amapô; National Sawdust

2017: OSGUT; Museo MATE; Tom Of Finland
2016: Pivô; Mac Cosmetics; Maria Brito
2015: Ilustríssima; Marc by Marc Jacobs

2014: Atom; TM & Tobias; Henzel Studio; MAM – SP; Nike

2012: Amapô

2011: Comme des Garçons; Lady Gaga; Berghain; Melissa

2009: Berghain; Ladytrom

2005: United Bamboo

2004: LesSportsSac

 

Something in my House

1 Night Show

Experiência e exposição/experience and exhibition

09/2018

Paris, FR

com/with Gavin Brown’s Enterprise & Karma International 

gavinbrown.biz

karmainternational.org

Paris2018.gif

          As galerias Gavin Brown’s Enterprise e Karma International participaram da segunda edição da exposição organizada por VIVA Projects com a duração de uma única noite em um ambiente doméstico. Mantendo a intenção original de oferecer aqueles presentes um momento único de arte como experiência. Intitulada de Something in My House baseada na faixa homônima de 1986 do grupo Dead or Alive, a seleção de artistas e obras foi feita pelas galeristas Taylor Trablus e Karolina Dunkow e incluiu: Rottingdean Bazaar, DeSe Escobar, K8 Hardy, Melanie Matranga, Ser Serpas, Flannery Silva and Xanti Schawinsky Estate. 

-

          Galleries Gavin Brown’s Enterprise and Karma International participated in the second edition of VIVA Project’s exhibition that happens during a single night in a domestic environment.  Keeping with the original intention of offering to those present a unique moment of art as experience.  Entitled Something in My House based on the homonymous Dead or Alive 1986 track, the selection of artists and works was made by gallerists Taylor Trablus and Karolina Dunkow and included: Rottingdean Bazaar, DeSe Escobar, K8 Hardy, Melanie Matranga, Ser Serpas, Flannery Silva and Xanti Schawinsky Estate. 

Paulo Nimer Pjota X VIVA 

Produto/product

06/2018

São Paulo, BR

com/with Paulo Nimer Pjota

paulopjota.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

         Em colaboração com o artista Paulo Nimer Pjota, a VIVA Projects produziu uma edição limitada de 20 camisetas com modelagem personalizada, estampas manuais e complexos bordados digitais. Os elementos gráficos estão em diálogo direto com as pinturas de Pjota e o projeto reflete seu conhecimento do street wear. Pjota fez o papel de um designer de moda, atuando em uma de suas principais áreas de interesse e o resultado foi um produto de artista: um item que transita entre um objeto utilitário e um trabalho de arte.

-

         In collaboration with artist Paulo Nimer Pjota, VIVA Projects produced a limited edition of 20

t-shirts with custom shaping, manual prints and complex digital embroidery. The graphics are in direct dialogue with Pjota’s paintings and the project reflects his deep knowledge of street wear.  Pjota acted as a fashion designer, fulfilling a lifelong passion and the result was an artist’s product, an item that functions both as an utilitarian object and art work.

Muros de Ar

Walls of Air

Consultoria e conteúdo/consultancy and content

05/2018

Veneza/Venice, IT

para/for pavilhão Brasileiro na 16º Mostra Internacional de Arquitetura Bienal de Veneza/Brazilian pavilion at the 16th International Architecture Venice Biennale

instagram.com/wallsofair

 
 

         A convite dos curadores do pavilhão Brasileiro na 16º Mostra Internacional de Arquitetura,Gabriel Kozlowski, Laura González Fierro, Marcelo Maia Rosa e Sol Camacho, desenvolvemos uma pesquisa para o catálogo da exposição. A proposta do pavilhão  incluiu além de uma seleção de projetos, um grande trabalho de pesquisa e de produção de dados os quais forão representados por meio de 10 desenhos cartográficos. 

         Estas cartografias propõem tornar visível as formas de separação espacial e conceitual resultantes dos processos de urbanização do país e repensar também as fronteiras da própria arquitetura em relação a outras disciplinas. Além das cartografías na exposição, foi produzido um catálogo com ensaios exclusivos e referências de obras de arte contemporânea que dialoguem com estas discussões. Viva Projects pesquisou e indicou os artistas e suas obras que fizeram parte desta publicação, evidenciando a ligação entre arte e arquitetura, entre arte e o meio construido.

-

         At the invitation of the curators of the Brazilian pavilion at the 16th International Architecture Exhibition, Gabriel Kozlowski, Laura Gonzalez Fierro, Marcelo Maia Rosa and Sol Camacho, VIVA Projects producedresearch and content for the exhibition's catalogue. The pavilion's proposal included a selection of projects and an in-depth research and data production which were represented by means of 10 cartographic drawings. 

         The propose of these cartographies was to make visible the forms of spatial and conceptual separation resulting from the processes of Brazil’s urbanization and also to rethink the boundaries of the architecture itself in relation to other disciplines. In addition to the cartography featured in the exhibition, a catalog was produced with exclusive essays and references of contemporary artworks that dialogue with these discussions. Viva Projects researched and indicated the artists and their works for this publication, linking art and architecture as well as art and the built environment. 

Onestar Press & Three Star Books

Exposição e experiência/exhibition and experience

04/2018

São Paulo, BR

com/with Onestar press, Three Star Books

onestarpress.com

threestarbooks.com

 

         VIVA Projects apresentou Onestar e Three Star (Paris) em São Paulo com livros dos artistas: John Armleder, John Baldessari, Elvire Bonduelle, Maurizio Cattelan, Dominique Gonzalez Foerster, Lawrence Weiner, Jonathan Monk e Matt Mullican. Respectivamente fundadas em 2000 e 2007, a Onestar press e a Three Star Books são dedicada à produção de livros e múltiplos por artistasde. São de propriedade e gerenciadas por Mélanie Scarciglia e Christophe Boutin.A visão de ambas editoras, em relação à criação contemporânea é não didática e diversificada. Esses princípios se traduzem através da publicação de artistas de diferentes gerações, países e abordagens. O termo “livro do artista” é interpretado de forma frouxa, já que o produto final excede os parâmetros físicos e conceituais da publicação.  

         Foi um prazer enorme recebe-los no HQ da VIVA e no nosso espaço da SP Arte. Poder observar e ter uma troca com os visitantes sobre essa produção fantástica que já tem quase 20 anos de historia e estórias foi incrível.  

-

         VIVA Projects presented onestar and Three Star (Paris) in São Paulo with artists' books by: John Armleder, John Baldessari, Elvire Bonduelle, Maurizio Cattelan, Dominique Gonzalez Foerster, Lawrence Weiner, Jonathan Monk andMatt Mullican. Respectively established in 2000 and 2007, Onestar press and Three Star Books are dedicated to the production of books and editions by artists. They are both owned and managed by Mélanie Scarciglia and Christophe Boutin who's views in relation to contemporary creation are non-didactic and diversified. These principles translate through the publication of artists' books with different approaches, from different generations and countries. The term "artist's book" is interpreted loosely, since the final product exceeds the physical and conceptual parameters of the publication.

         It was a huge pleasure to receive them at VIVA's HQ and our SP Arte space. Being able to observe and have an exchange with visitors about this fantastic production that already spans almost 20 years of history and stories was incredible.

 

MEE - Buquês de Artistas

MEE - Artist Bouquets

Produtos e exposição/Products and exhibition

04/2018

SP-arte, São Paulo, BR

com/with Kolekti, Flower Bar

artistas/artists Adriano Costa,  assume vivid astro focus / AVAF, Caio Reisewitz, Lenora de Barros, Nicolás Robbio, Paulo Pasta, Paulo Bruscky

kolekti.com.br

flowerbar.com.br

MEE-2.gif

         MEE* buquês de artistasapresenta sua primeira edição de arranjos de plantas elaborados por artistas contemporâneos no Pavilhão da Bienal, Parque do Ibirapuera, durante a SP-Arte 2018. Para esta montagem foram convidados: Adriano Costa, AVAF (Eli Sudbrack), Caio Reisewitz, Lenora de Barros, Nicolás Robbio, Paulo Bruscky, Paulo Pasta  e Sonia Gomes.

         Através da inserção da arte em objetos cotidianos, estimulam-se diálogos e novos conteúdos culturais são gerados, fazendo com que a arte seja capaz de penetrar a vida das pessoas de maneiras diferentes. A criação de buquês de flores por artistas possibilita experimentações tanto para o artista como para o público.

         De acordo com tipos de plantas e culturas, os buquês acompanham ocasiões diversas e têm significados específicos. Carregados em cerimônias, ofertados em rituais, levados como presentes ou ornamentando ambientes, os ramalhetes de plantas e flores são usados há milênios e em diversas culturas. Inseridos em ambiente de profusão de discussões artísticas, a complexidade de sinais sociais é evidenciada, assim como sua natureza temporária.

         Artistas ao redor do mundo vêm trabalhando o tema de maneiras particulares, com conotações filosóficas ou como discussão formal. Para esta primeira edição, oito artistas apresentam de forma inédita os resultados de imersões pessoais em literatura, cotidiano, ressignificação de materiais, crenças, História da Arte, fotografia, política, tempo, memória e amor.

         *MEE homenageia a ilustradora botânica inglesa Margaret Mee (1909-1988), que viveu no Brasil por 36 anos, onde realizou 15 expedições à Floresta Amazônica e deixou um importante legado iconográfico e artístico. 

-

         The first edition of MEE artist bouquets — floral arrangements created by contemporary artists — is unveiled during SP-Arte 2018 at the Biennial Pavilion, São Paulo.

Bouquets accompany diverse occasions and have specific meanings according to different flowers and cultures. Carried in ceremonies, offered in rituals, taken as gifts or decorating environments, floral bouquets have been used for millennia. The complexity of those social symbols and their ephemeral nature becomes clear within an artistic context. 

         Through the insertion of art into everyday objects, dialogues are stimulated and new cultural contents are generated, enabling art to enter people's lives in different ways. Artists around the world have worked on the theme in particular ways, with philosophical connotations or as a formal discussion. The creation of floral bouquets by artists enables experimentation for both the artist and the public. For the first edition of MEE artist bouquets, eight artists present unique outcomes of personal immersions in literature, daily life, repurposing of materials, beliefs, art history, photography, politics, time, memory and love.

                  *MEE pays tribute to English botanical illustrator Margaret Mee (1909-1988) who lived in Brazil for 36 years, and went on 15 expeditions to the Amazon Forest leaving behind an important iconographic and artistic legacy.

 

 
 

Casa do Povo x VIVA

Produto e experiência/product and experience

2017-2018

São Paulo, BR

CasadoPovo_abril.gif
 

         A convite da Casa do Povo, instituição criada em 2000 com sede em São Paulo, focada em se firmar como um espaço que desenvolve, abriga e incentiva práticas artísticas focadas no processo, na experimentação e na transdisciplinaridade, a Viva Projects desenvolveu dois múltiplos com artistas para serem distribuídos durante o evento anual de arrecadação de fundos para a instituição.

         Em 2017, o artista Maurício Ianês se baseou no conto “O Céu e o Inferno” para criar uma performance.  O conto se baseia em um velho que ao visitar o Inferno se deparou com um lindo lugar que tinha uma sala de jantar, onde estavam servindo deliciosas comidas. Apesar da circunstância, ele observou que as pessoas que lá estavam tinham um ar infeliz.  Nesse momento entendeu que estavam assim porque lhes tinham distribuído talheres com dois metros de comprimento, com os quais era impossível levar a comida à boca. Angustiado por esta cena, pediu que o conduzissem ao Céu. Ao chegar lá, verificou que a paisagem era idêntica à do Inferno. Ao chegar perto da sala de jantar, viu novamente os mesmos talheres com dois metros de comprimento. Observando melhor, notou então que cada pessoa, com os seus talheres, dava de comer à pessoa que se sentava defronte. Com essa história, ao final do jantar na Casa do Povo, os convidados foram surpreendidos com as colheres de cabos extremamente longos. Aos poucos as pessoas começaram a alimentar umas às outras, tornando o jantar uma encenação real do conto.

Em 2018, o artista Luiz Zerbini cedeu imagens das monotipias que criou em 2017 para uma edição especial do clássico de 1928, “Macunaíma” de Mário de Andrade que foram impressas em um dos lados do convite do evento, com a mensagem: “use-o como um papel de embrulho, pendure-o como pôster, guarde-o ou simplesmente o descarte...”

-

         Casa do Povo, an institution created in 2000 in São Paulo, a space that develops and encourages artistic practices focused on the art process and experimentation, invited Viva Projects developed two multiples with artists to be distributed during the institution's annual fundraising event.

         In 2017, artist Maurício Ianês (Santos, 1973), created a performance based on the short story “Heaven and Hell” for the event. The tale is based on an old man who, when visiting Hell, came across a beautiful banquet, where delicious food was being served. Despite the circumstance, he noted that the people who were there looked unhappy. At that moment, he understood that this was due to them been given cutlery with extremely long handles, with which it was impossible to put the food in their own mouths. Anguished by this scene, he asked to be taken to Heaven. Upon arriving there, he found the scene identical to that of Hell. When he got close to the dining room, he saw the same cutlery, however, after closer look, he noticed that people were feeding each other. At the end of the dinner at Casa do Povo, guests were surprised with spoons with extremely long handle as Iânes recited the story. Gradually people started feeding each other, making dinner a real reenactment of the tale.

         In 2018, artist Luiz Zerbini (São Paulo, 1959) provided images of the monotypes he created in 2017 for a special edition of the 1928 classic, “Macunaíma” by Mário de Andrade, which were printed on one side of the event invitation, with the message: “to be used: as wrapping paper, as a poster, archive or just discard it ... ”

 

Mousse#58 @Documenta14

Experiência e conteúdo/experience and content

05/2017

Kassel, DE

para/for Mousse Magazine

Com/with Daniele Milvio, Steev Lemercier, Supportico Lopez

moussemagazine.it

federicovavassori.com/artists/daniele-milvio

steevlemercier.bandcamp.com

supporticolopez.com

 

         Para celebrar a edição da revista Mousse #58, Viva produziu e idealizou um evento durante a abertura da documenta 14, o mais importante acontecimento do calendário de arte que acontece a cada 5 anos na cidade de Kassel na Alemanha. Na edição 14, excepcionalmente a documenta aconteceu também na cidade de Athenas, Grécia, o que nos levou a criar um cruzeiro imaginário entre as duas cidades que aconteceria naquela noite. 

         Curadores, artistas, galeristas e colecionadores foram convidados para uma noite informal em um barco aportado no rio Fulda, o qual esta localizado há 5 minutos do principal ponto da documenta, mas ainda assim muitas pessoas nem sabem de sua existência. Dentro do tema silencioso do cruzeiro Kassel-Athenas, dois artistas colaboraram criativamente. Daniele Milvio criou um símbolo que aludia a dois capacetes entrelaçados que estampou bandeiras, cartazes e cartões postais. Steev Le Mercier criou a trilha sonora que tocou na pista localizada no primeiro piso do barco. Foi uma noite na qual mais de 100 pessoas, entre os mais influentes nomes da arte, desfrutaram de um ambiente agradável e inesperado, tornando a experiência única e memorável.

-

         To celebrate the launch of Mousse # 58, VIVA Projects conceptualized and prodcued an event during the opening of documenta 14, the most important event of the art calendar that takes place every 5 years in the city of Kassel in Germany. A part of document 14 was exceptionally held in Athenas, Greece, which led us to create an imaginary cruise between the two cities that would happen in one night. Curators, artists, gallerists and collectors were invited to an informal evening on a boat on the river Fulda, which is located 5 minutes from documenta’s center - yet many didn’t even know it was there. 

         Within the silent theme of the Kassel-Athenas cruise, two artists collaborated creatively. Daniele Milvio created a symbol that alluded to two interlocking helmets that stamped flags, posters and postcards. Steev Le Mercier created the soundtrack that played on the track located on the first floor of the boat. It was a night in which more than 100 people – many among the most influential names in the art world and enjoyed a pleasant and unexpected atmosphere, making the experience unique and memorable.

 

Adriano Costa

1 Night Show

Experiência e exposição/experience and exhibition

10/2016

Paris, FR

         Para celebrar o lançamento da Viva Projects, propusemos ao artista Adriano Costa um projeto que acontecesse durante uma única noite em um ambiente doméstico. Nosso desejo com uma exposição de caráter efêmero foi oferecer aos presentes um momento único de arte como experiência. #WhatIfWeTryToUnderstandAllThisShitTogether?ChickenTod ay!!! aconteceu em 21 de Outubro de 2016, em Paris, e contou com a presença de mais de 100 pessoas, dentre os quais, artistas, colecionadores, galeristas e curadores. Abaixo, texto do artista sobre seu projeto:

#WhatIfWeTryToUnderstandAllThisShitTogether?ChickenToday!!! é sobre tudo. Eu pessoalmente, AGORA, em 2016, o ano assustador no qual políticos loucos, imigração involuntária, crise financeira, mortes, muitas mortes, muitas muitas mortes e o sentimento apocalíptico sobre o futuro do mundo (eu posso falar particularmente sobre o Brasil e a nossa quase completa derrota na nossa jovem “democracia”), não me sinto seguro para a afirmar nada. Eu acredito que ARTE é na verdade a única saída. Arte para mim significa comunicação. Comunicação envolve todos nós. É essa a razão pela qual estamos aqui. Curtir. COMER. BEBER. CONVERSAR. SER FELIZ. Hoje nós lançamos o primeiro (eu acho e não vou confirmar com o google porque é chato e nós acreditamos em igualdade, e não monopólios) calendário com fotos sexy de garotos de São Paulo,./// refugiados de diversos lugares onde fome, guerra e vários outros tipos de barbáries são o plat du jour. Temos que deixar claro que, todos, incluindo a fotógrafa Cassia Tabatini, fizeram trabalho voluntário! sem dinheiro envolvido. Nós acreditamos na mesma coisa: beleza não pode ser vítima de nenhum preconceito, seja racial, financeiro ou qualquer outro. Nós não estamos de sacanagem aqui. YOOOOOOO. Frango está na mesa. Também estamos mostrando aqui trabalhos muito frágeis, eu os chamo de ‘tapeçarias’: construídos com roupas de segunda mão. Os trabalhos nascem mortos. AMOR 

- Adriano Costa 

-

         To celebrate Viva Projects' launch, we invited artist Adriano Costa to participate in a project that happened during a single night in a domestic environment. Our desire with an exhibition of ephemeral character was to offer to those present a unique moment of art as experience #WhatIfWeTryTo UnderstandAllThisShitTogether?ChickenToday!!! took place on 21 October 2016 in Paris and was attended by more than 100 people, including artists collectors, gallerists and curators. Below, artist's text about your project:

#WhatIfWeTryToUnderstandAllThisShitTogether?ChickenToday!!! is about everything. I personally, NOW, in 2016, the scary year where crazy politicians, involuntary migration,financial crisis, death, many deaths, many many deaths and the apocalyptic feeling about the future of the world (I can speak particularly about Brazil and our almost complete de­feat on our young “democracia”) do not feel myself in affirming anything . I believe ART is actually one of the exits. Art to me means communication. Communication involves us all. That’s the reason we are here. Enjoy. EAT. DRINK.TALK. BE HAPPY. Tonight we are launched the first (I guess and I will not goggle it cause it’s boring and we believe in equality, not monopolies) men’s calendar with sexy boys from São Paulo,./// refugees from various places where hunger, war and all sorts barbarity are the plat jour. We should make it clear that ,all of them, including the photographer CassiaTabatini did volunteer work! no money involved. We believe in the same thing: beauty can not be the victim of racial, ,financial and any sort of prejudices . We are not bulshitting here. YOOOOOOO. Chicken is served 

We are also showing some really fragile pieces , I called them “tapestries: constructed with second hands clothes. The works are kinda of still­born!!! LOVE

- Adriano Costa

 

 
 
 
 

Efêmeros VIVA

VIVA Ephemera

Produtos/products

2016 - em andamento/on going

Diferentes localizações/Multiple locations

Conteudo+Produtos.gif
 
 

          A ideia de a arte permear a vida cotidiana em objetos funcionais, porém descartáveis ou literalmente consumíveis é um interesse particular para nós da VIVA. Seguindo esta premissa, nós continuamente convidamos e colaboramos com artistas para criar objetos que deixam a cargo do consumidor/expectador a escolha de como interagir com tais: conservar como um objeto de arte ou usá-lo/ comê-lo levando ao seu eventual desaparecimento. Estes itens são colocados em circulação sem nenhum aviso ou descrição anexado a eles, o que pode leva-los a nem serem notados ou até dispensados ocasionalmente. Alguns destes projetos realizados foram:

 

          A MAN IS A MAN (CALENDAR/ CALENDÁRIO)  

          DOESN’T A MATTER WHAT YEAR 

          10/2016, Paris, France/ França

          com/with Adriano Costa, Cassia Tabatini  

          cassiatabatinistudio.com 

          mendeswooddm.com/pt/artist/adriano-costa

          A Man is a Man(calendar) does not matter what year é uma colaboração entre o artista Adriano Costa e a fotógrafa Cassia Tabatini, comissionada pela VIVA Projects, e distribuída gratuitamente em Outubro de 2016 na ocasião de #WhatIfWeTryToUnderstandAllThisShitTogether? ChickenToday !!!, em Paris. Costa descreveu o calendário da seguinte maneira: “Hoje nós lançamos o primeiro (eu acho e não vou confirmar com o Google porque é chato e nós acreditamos em igualdade, e não monopólios) calendário com fotos sexy de garotos de São Paulo. /// refugiados de diversos lugares onde fome, guerra e vários outros tipos de barbáries são o plat du jour. Temos que deixar claro que, todos, incluindo a fotógrafa Cassia Tabatini, fizeram trabalho voluntário! sem dinheiro envolvido. Nós acreditamos na mesma coisa: beleza não pode ser vítima de nenhum preconceito, seja racial, financeiro ou qualquer outro. Nós não estamos de sacanagem aqui. YOOOOOOO.

 

          ART FORTUNE 

          10/2016, Paris, France/ França

          Como uma alternativa ao cartão de visitas, VIVA Projects distribuiu os icônicos biscoitos da sorte, com quatro diferentes citações de artistas no lugar das mensagens típicas, aos convidados do evento.

 

          BOLO WARHOL 

          07/2017, São Paulo/Brasil

          Com Michel Scherer 

          instagram.com/michelschererpastrychef

          VIVA Projects convidou o chef de patisserie Michel Schrer para trazer à vida Andy Warhol’s A&P Surprise cake de seu livro Wild Raspberries, publicado em 1959 junto com a decoradora Americana Suzie Frankfurt.  As receitas, muitas das quais tem erros de escrita intencionais com os quais Warhol e Frankfurt querem provocar os tão sérios cozinheiros que seguem os pretensiosos livro de culinária francesa dos anos 50, e outras tantas receitas que são impossíveis de finalizar. A resposta de Schrer foi uma homenagem com um twist.  O bolo funciona como uma livre interpretação da ilustração original- o desafio de traduzir um desenho para forma tridimensional vem com a liberdade de se criar novos elementos que dialogam com o espírito original da obra.

 

          ANUNCIAR-TE 

          05/2018, Venice, Italy/ Veneza, Italia

          Com Jonathas de Andrade, Mousse Magazine 

          galeriavermelho.com.br/artista/45/jonathas-de-andrade

          moussemagazine.it 

          Jonathas de Andrade (Recife, 1982) foi convidado por nós para criar uma peça para o projeto Anunciar-te, no qual propomos a um artista ocupar um espaço de anúncio comercial com um trabalho de arte. Jonathas escolheu uma cena de seu filme O Peixe para inserir em uma página da publicação de arte Italiana, Mousse Magazine, na edição do Verão 2017.

-

          The ideas of art permeating everyday life in functional yet disposable objects or being literally consumable are particularly of interest to us at VIVA.  Based on this, we continuously invite and collaborate with artists in creating objects that leave the viewer/consumer responsible for the choice on how to interact with it: conserve it as an art object or putting it in use/eating leading to its eventual disappearance.  These pieces are put in circulation without any notice/description attached to them which results in most of them passing unnoticed or being disposed of.  Past projects have included

 

          A MAN IS A MAN (CALENDAR/ CALENDÁRIO)  

          DOESN’T A MATTER WHAT YEAR 

          10/2016, Paris, France/ França

          With Adriano Costa, Cassia Tabatini  

          cassiatabatinistudio.com 

          mendeswooddm.com/pt/artist/adriano-costa

A Man is a Man(calendar) does not matter what year is a collaboration between artist Adriano Costa and photographer Cassia Tabatini, commissioned by VIVA Projects, distributed for free in October/2016 in Paris on the night of #WhatIfWeTryToUnderstandAllThisShitTogether? ChickenToday !!!. This is how Costa described the timeless calendar: “Today we launched the first one (I think and I will not confirm with google because it' s annoying and we believe in equality, not monopolies) calendar with sexy photos of boys from São Paulo,.///war and various other types of barbarism are the plat du jour.  We must make it clear that everyone, including the photographer Cassia Tabatini, did volunteer work! no money involved. We believe in the same thing:

beauty cannot be the victim of any prejudice, be it racial, financial or any other. We're not bullshitting here. YOOOOOOO.”

          ART FORTUNE

          10/2016, Paris, France/ França

          Art Fortune: as an alternative to a business card, VIVA Projects offered the iconic cookies, with four different artists’ quotes in place of the fortunes, to guests exiting an event.   

 

          BOLO WARHOL 

          07/2017, São Paulo/Brasil

          With Michel Scherer 

          instagram.com/michelschererpastrychef

          VIVA Projects invited pastry chef Michel Schrer to bring to life Andy Warhol's A&P Surprise cake from his cookbook Wild Raspberries, published in 1959 together with interior decorator Suzie Frankfurt. The recipes, many of which feature intentional misspelling were Warhol and Frankfurt’s attempt to tease those oh-so-serious chefs who followed the pretentious and popular French cookbooks of the 1950s and many of which are impossible to complete. Scherer's response was a homage with a twist.  The cake was a free interpretation of the original illustration – the challenge of translating a design into a three-dimensional form comes with the freedom to create new elements that are attuned to the spirit of the original work. 

 

          ANUNCIAR-TE 

          05/2018, Venice, Italy/ Veneza, Italia

          With Jonathas de Andrade, Mousse Magazine 

          galeriavermelho.com.br/artista/45/jonathas-de-andrade

          moussemagazine.it 

          Jonathas de Andrade (Recife, 1982) was invited by VIVA Projects to create a piece for 

Anunciar-te (literal translation: Announce Yourself) in which we propose to occupy commercial advertisement spaces with exclusive artworks. Jonathas selected a still from his film The Fish to be inserted on a page of the Italian art publication, Mousse Magazine, Summer 2017 edition.