1-100.jpg

Ana Lira

Cuiabá

 

Caruaru (PE), 1977, vive e trabalha em Recife

Semente-Sussurro, 2021

Localização: Av. Miguel Sutil, próximo ao Círculo Militar Sentido Cuiabá/Várzea Grande - Cuiabá

 

Semente-Sussurro

Ana Lira

 

Semente-Sussurro é um encontro com o grão-princípio que beijaflora nossa existência com lampejos diários. É a canção silenciosa para o vento que amplia e bandeira do tempo que escuta. Uma homenagem aos nossos que fluem pelas ruas, estradas, becos e oitões, construindo redes de disseminação dos códigos poéticos negrodescendentes por meio do assentamento sutil das bases de coragem e reconquista.
 

Whisperseed

Ana Lira

Whisperseed is an encounter with the leafy principle that hummingbirds our existence with daily sparkles. It is the silent song to the wind that widens and the flag of time that hears. An homage to our people who flow through the streets, roads, alleys and edges, building networks of diffusion of blackdescendant poetic codes through the subtle settlement of the bases of courage and reconquest.

Síntese biográfica

 

Ana é artista visual, fotógrafa, curadora, rádio host, escritora e editora baseada em Recife (PE - Brasil). É especialista em teoria e crítica de cultura. Observa a (in)visibilidade como forma de poder e dedica atenção a dinâmicas envolvendo sensibilidades cotidianas. Sua prática é baseada em processos coletivos e parcerias, tendo trabalhado com eles por mais de duas décadas. Nestas iniciativas dedica-se a fortalecer práticas colaborativas de criação que observam as entrelinhas das relações de poder que afetam nosso processo de comunicação, as articulações do cotidiano e a forma como produzimos conhecimento no mundo. 

 

Short Biography

Ana is a visual artist, photographer, curator, radio host, writer and editor based in Recife (PE - Brazil). She specializes in cultural theory and criticism. She observes (in)visibility as a form of power and devotes attention to dynamics involving everyday sensitivities. Her practice is based on collective processes and partnerships, and she has worked with them for more than two decades. In these initiatives, she works for strengthening collaborative creative practices that observe what is between the lines of power relations that affect our communication process, the articulations of daily life and the way we produce knowledge in the world.